Última Marcha

Prepare o coração! Volkswagen apresenta 8ª geração do Golf

Hatch médio mantém a plataforma, mas chega com várias mudanças

Após alguns teasers e vazamentos, a Volkswagen apresentou a oitava geração do Golf. Além do visual repaginado, o hatch tem motorização híbrida e, também, mudanças no interior, que promete estrear uma nova identidade na marca alemã.

No quesito aparência, o Golf mudou pouco. As linhas da carroceria se mantém quase que intactas. Por outro lado, a dianteira e a traseira têm novidades. Os faróis estão mais afilados e, agora, incorporam a grade dianteira. O para-choque também mudou, com entradas de ar maiores e mais vincos.

Na traseira, as lanternas, sem grandes alterações, estão mais altas, passando uma sensação de mais robustez ao carro. A verdadeira revolução da nova geração do Golf está por dentro.

O hatch ganhou um visual bastante clean. A Volkswagen tratou de eliminar quase todos os botões. Os poucos que sobraram estão camuflados no acabamento ou viraram sensíveis ao toque.

Até mesmo a alavanca de câmbio vai sumir. Na Europa, as versões automáticas terão um pequeno pitoco para selecionar a marcha, bem semelhante ao do novo Porsche 911.

O painel de instrumentos e central multimídia, agora, estão dispostos tentando formar uma tela única, emoldurados por uma peça pintada de preto brilhante.

Enquanto o painel de instrumentos digital tem 10,2 polegadas, a central multimídia tem 8,2″. Há a possibilidade ainda da tela multimídia ter 10 polegadas como opcional, além do head-up display. Chamado de Innovision Cockpit, o sistema tem ainda compatibilidade com o assistente de voz da Amazon.

Outro fator de mudança relevante é a motorização. O Golf terá duas configurações a gasolina (90cv ou 110cv), duas a diesel (115cv e 150cv), e uma abastecida com gás natural (130 cv).

Serão cinco versões híbridas, sendo três delas com um sistema leve de 48v e outras duas com sistema plug-in. Variantes esportivas ou até elétricas serão apresentadas em 2020.

Ainda não há previsão da chegada da oitava geração do Golf no Brasil. Com a crescente dos SUVs, os hatchs médios perderam espaço no mercado. Caso chegue, é bem possível que o novo Golf venha apenas em versões específicas, como acontece atualmente na GTI e na GTE, que começará a ser vendida em novembro, mas ainda no modelo de sétima geração.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.