Última Marcha

Volkswagen amplia fábrica, na Argentina, onde será montado o Taos

Em 1995, a Volkswagen inaugurou o Centro Industrial Pacheco, na Argentina. Esse local era responsável pela produção da segunda geração do queridíssimo Gol. De lá pra cá, vários outros modelos saíram da planta, como Polo, Fox, o utilitário Caddy entre outros. No auge dos seus 25 anos de criação, o lugar passou a montar a Amarok – exportada para vários destinos do mundo. E, em breve, será, também, o ninho do Taos.

Volkswagen Taos que será fabricado na planta de Pacheco

Já nos preparativos para a chegada do SUV médio, o espaço ganhou uma nova unidade de pintura com 25 mil m². O investimento de US$ 200 milhões faz parte dos US$ 650 milhões destinados à produção do Taos.

“Com esta nova tecnologia, o Centro Industrial Pacheco se posiciona como uma das fábricas mais avançadas do Grupo na América Latina. Isto é motivo de um imenso orgulho porque percebemos que, na Volkswagen, trabalhando de forma coordenada com o governo e os representantes dos trabalhadores, alcançamos nossos objetivos e cumprimos nossos compromissos”, conclui Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

Thomas Owsianski, presidente e CEO do Grupo Volkswagen Argentina; Alberto Fernández, presidente da Argentina; e Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

Graças à implementação da tecnologia Primerless, o complexo permitirá uma economia de 75% no consumo de energia, 85% no consumo de água e ar, além de uma redução de emissões para 0,3 mg/m³ – um nível 700 vezes menor do que o estabelecido pela legislação. A estrutura, com 182 metros de comprimento, 50 metros de largura e 24 metros de altura, levou dois anos e meio para ficar pronta.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Notícias
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments