Última Marcha

TESTAMOS: CAOA Chery Tiggo 8 impressiona pela dirigibilidade e acabamento

Confiança vem do Latim “Confidentia” e significa “acreditar plenamente”. Conquistar esse sentimento de alguém é missão de vida pra muita gente. O que seria de um jornalista, por exemplo, sem credibilidade? No caso das empresas, é assim também: quanto mais confiança elas têm dos clientes, maior o sucesso.

A CAOA Chery segue nesse caminho. Com quatro anos de fusão, duas fábricas no Brasil (uma em Jacareí, SP, e outra em Anápolis, GO) a montadora chega com a maior cartada de todas, até o momento: o Tiggo 8, um SUV de quase cinco metros de comprimento, bastante tecnologia e capacidade para sete pessoas.

O primeiro impacto é o visual. O SUV ostenta linhas bem definidas, faróis, lanternas e faróis de neblina em LED, rodas 18 polegadas e, na parte de trás, saída dupla do escapamento. Aproveitando a oportunidade, o porta-malas conta abertura e fechamento elétricos. Como quem busca um veículo desse tamanho precisa de espaço, o aproveitamento interno, com seus 2.710 metros de entre-eixos, é totalmente configurável. Rebatendo os bancos, é possível ter 193 litros, 889 ou 1.930 litros.

Embaixo do capô, o Tiggo 8 carrega um motor 1.6 turbo com injeção direta de combustível, a gasolina, 187 cavalos de potência e 28 quilos de torque. Apesar dos 1.440 quilos, o utilitário esportivo tem uma dirigibilidade agradável e boa entrega de torque, em baixas e médias rotações. O que faz toda a diferença.

Parte dessa performance é mérito do câmbio de dupla Embreagem banhado a óleo com sete velocidades, batizado de Wet Dual Clutch. Esse tipo de transmissão é o mesmo utilizado nos carros mais rápidos mundo, como os da Ferrari, Porsche, Audi entre outros. Rodando tranquilo, o modelo prioriza trocas de marchas mais suaves, com médias de consumo de 11 km/l, na cidade, e de 10,5 km/l, na estrada.

Acho muito difícil alguém entrar nesse carro e não ficar impressionado. Os acabamentos têm toque suave e agradável. Na lista, black piano, couro com costuras contrastantes, materiais emborrachados e com aparência de alumínio escovado. Tudo muito bem encaixado e de bom gosto.

As tecnologias também estão à altura do porte do SUV. A Central multimídia de 10,25 polegadas tem Apple CarPlay e Android Auto e câmera de marcha à ré 360º. O painel de instrumentos, 100% digital de alta definição, oferece ótima leitura das informações.

Tem tela para todos os lados, até para comandar o ar-condicionado dual zone. Ao lado, fica o carregador de celular por indução. Pra fechar essa parte, teto panorâmico e ajustes elétricos nos dois bancos da frente (motorista e carona). Uma mordomia só!

Traseira do CAOA Chery Tiggo 8

Hora de falar de segurança.! O Tiggo 8, vendido a partir de R$ 187.890, sai da fábrica de Anápolis (GO) com 6 airbags, freio a disco nas quatro rodas, controles de tração e estabilidade, assistentes de partida em rampa e de permanência em faixa, isofix e monitoramento de ponto cego. Quando você para em um semáforo, entra em ação o Auto Hold que trava os freios automaticamente. Pisou no acelerador, o Tiggo 8 retoma a trajetória.

Por uma questão de estratégia, para manter o valor do SUV abaixo dos concorrentes, a CAOA Chery não colocou o sistema de frenagem de emergência e o controle de Cruzeiro adaptativo, o ACC. Ao que tudo indica, os equipamentos serão oferecidos no Tiggo 8 Plus, uma versão ainda mais completa e em testes no Brasil.

Tiggo 8 com um belo pôr do sol e a ponte JK ao fundo. Brasília-DF

Vamos, meus amigos, a um resumo dos nossos sete dias com o Tiggo 8 na garagem. O SUV cumpre o que promete? Com certeza. É confortável, anda bem e impressiona pelo design, porte e acabamento. A única observação fica mesmo pela ausência das tecnologias de assistência à condução. Aguardemos!

O resultado de tudo isso reflete nas vendas. A montadora já emplacou mais de 7.000 unidades do SUV, desde o seu lançamento, em agosto de 2020. Sendo, assim, um dos modelos mais importantes do crescimento da CAOA Chery no país. Com 4.717 unidades emplacadas, no mês passado, ela subiu, pela primeira vez, na oitava posição no ranking de vendas, sendo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). A chegada do Tiggo 3X certamente ajudou nesse resultado. Resta saber, agora, como vai ficar a vida do Tiggo 8 com a chegada do Jeep Commander. Uma coisa é certa: a briga será boa.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments