Última Marcha

Ford lança Transit furgão, mais um modelo voltado para o trabalho

A família Ford Transit acaba de ganhar mais um herdeiro, a versão furgão. Com o mesmo motor das outras configurações, Minibus para 14 passageiros e Minibus para 17, a novidade chega para trabalhar pesado. É um veículo pensado em atender 63% das vendas desse segmento.

O motor é um 2.0 turbodiesel de 170 cv e 39,7 kgfm de torque. Força que chega bem cedo, a partir de 1.500 RPM, e está sempre à disposição. A terceira marcha (das 6 disponíveis) é uma das mais versáteis. Funciona muito bem em baixas e médias rotações. Mesmo com 20 km/h, por exemplo, a van parece estar, sempre, com os “pulmões cheios”. Pisou no acelerador, ela ganha velocidade rapidamente. É como dirigir um carro pequeno.

O modelo foi desenhado para oferecer conforto ao motorista e aos caronas. Todos os comandos estão ao alcance, inclusive os da central multimídia de 8 polegadas e os do ar-condicionado. Para aumentar a comodidade a bordo, há vários porta-objetos e porta-garrafas. Afinal, quem passa o dia inteiro no trabalho merece ser bem tratado, né?

Em relação à segurança, a Transit Furgão sai de fábrica com controles de tração e estabilidade, assistente para partida em rampa, sistema anticapotamento e controle adaptativo de carga. Caso algum objeto se mova, durante os deslocamentos, todas essas tecnologias trabalham juntas para manter o veículo na direção certa.

Interior da Ford Transit furgão – Ford/ Divulgação

Líder de vendas na categoria, nos Estados Unidos e na Europa, a Ford investiu, ainda, na conectividade do utilitário. Todas as versões são equipadas com conectividade embarcada. Por meio de um chip de celular, instalado na Transit, e do Ford Pass, baixado em um celular, é possível acessar várias informações do veículo, como média de consumo, distância percorrida, localização, falhas mecânicas, além da agenda disponível na oficina da concessionária de sua preferência.

Por falar em manutenção, a Transit é monitorada o tempo todo pela Ford. Caso algum problema mecânico seja constatado, os técnicos da marca entrarão em  contato com você para avisá-lo e ajudar a resolver a situação. Se a solução for mais difícil, ela aciona um guincho para levar a van até a rede credenciada. Esses serviços serão gratuitos durante os 12 meses da garantia. Após esse período, a Ford deve oferecer uma cobertura adicional – ainda não definida.

Traseira da Ford Transit furgão – Ford/ Divulgação

Produzida em parceria com a Nordex, no Uruguai, a Transit Furgão será vendida em duas configurações, L2H3 (com 10,7 m3  e 1.222 kg de capacidade) e L3H3 (com carroceria mais longa, 12,4 m3 e 1.181 kg de carga). Números milimetricamente calculados para que o Peso Bruto Total (PBT) não ultrapasse os 3.500 quilos. Desta forma, o modelo pode ser guiado por qualquer motorista com CNH categoria B. Interessante, né?

Fechando essa conversa de primeiras impressões, a Transit Furgão é um produto bem construído, testado e atestado em todo o mundo. Resta a Ford fazer o dever de casa, no pós-venda, e mostrar que os valores cobrados voltarão em produtividade: R$ 239.900, L2H3, e R$ 245.900, L3H3. É arregaçar as mangas e partiu trabalho.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments