Última Marcha

Chinês turbinado: Conheça o novo Caoa Chery Tiggo 3X

Quebrar um esteriótipo é sempre uma tarefa complicada. Que o gato sempre cai do muro em pé, que a parte amanteigada do pão sempre cai para baixo, que carros da Toyota não dão problemas mecânicos, são fatos que nós passamos adiante até mesmo sem vivenciar uma comprovação particular. As marcas automotivas chinesas ainda enfrentam esse dilema, porém, a Caoa Chery vem fazendo um belíssimo trabalho em terras brasileiras para, de uma vez por todas, ser bem vista e quista por aqui.

Quer assistir a avaliação do modelo diretamente do lançamento?
Dê o PLAY em nosso canal:

O próximo capítulo dessa história se chama Tiggo 3x. O modelo fábricado na planta de Jacareí, em São Paulo, é montado na mesma plataforma do Tiggo 2. O SUV compacto ostenta uma novidade bastante esperada: um motor turbo. Porém, antes de chegar ao assunto principal, vamos citar alguns outros detalhes.

Posicionado abaixo do Tiggo 5x, o modelo foi apresentado em duas versões: Plus e Pro. No quesito visual, o Tiggo 3x tem uma a dianteira bem original, o destaque fica por conta do conjunto óptico com o farol integrado aos para-choque e as luzes de rodagem diurna, no melhor estilo Fiat Toro. A grade também chama atenção com um aspecto 3D. Já a traseira e as laterais são bem parecidas com o Tiggo 2, com pequenas mudanças. As dimensões também segue sendo as mesmas: 4,20 metros de comprimento, 1,57m de altura, 1,76m de largura, e 2,55m de entre-eixos. O porta-malas tem 420 litros.

Por dentro, algumas exclusividades como o painel digital de 7 polegadas para a versão Pro e a tela multimídia de 9, que vem de série nas duas versões. Android Auto e Apple CarPlay estão presentes também, ufa. Entre os equipamentos de segurança, o modelo tem controles de tração e estabilidade, assistente de subida e descida porém apenas dois airbags, um deslize e tanto, assim como o concorrente Renault Duster.

Voltando para a motorização, ela é inédita aqui no país. O 1.0 turbo flex aliado ao câmbio CVT de 9 velocidades. Ele tem potência de 98 cv e 16,8kgfm de torque na gasolina e 102 cv e 17,1kgfm no etanol. E, apesar do câmbio CVT segurar um pouco o carro, o torque máximo já vem aos 2.000 rpm.

Em relação ao consumo os números divulgados pela marca são 7,8 km/l na cidade e 8,5 km/l na estrada abastecido com etanol e 11,8 km/l na cidade e 12,2 km/l na estrada abastecido com gasolina.

Equipamentos
A versão de entrada Plus custa R$ 94.990 e chega com controle de tração e estabilidade, alerta de frenagem de emergência, freio a disco nas quatro rodas com ABS, assistente de partida em rampa, assistente de descida, ar-condicionado eletrônico, sensor traseiro de estacionamento, rodas de liga leve com 16 polegadas, rack de teto e spoiler traseiro.

A versão mais completa Pro custa R$ 99.990 e acrescenta chave presencial, comando de climatização remota, câmera de ré, acendimento automático dos faróis, retrovisores com rebatimento elétrico, faróis de LED e quadro de instrumentos digital.

O Tiggo 3x terá uma tarefa complicada pela frente que é enfrentar o VW Nivus. Talvez a liderança do segmento seja muito para o chinês que não veio com um preço atraente. Trazer o modelo com o motor turbo é uma boa estratégia e a briga pelos segundo e terceiro lugar podem ser uma meta. Sem dúvidas, a marca segue melhorando a cada dia.



** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários